13 estados decidem no 1º turno e quatro governadores se reelegem

06out14

PMDB foi o partido com mais vitórias no país e conseguiu quatro cadeiras, seguido pelo PT, vitorioso em três estados brasileiros

Carol Rocha
carol.rocha@diariosp.com.br

Luciano Guaraldo
lucianog@diariosp.com.br

Além de São Paulo, 12 estados definiram seus governadores no primeiro turno das eleições. Deste total, quatro candidatos, incluindo Geraldo Alckmin (PSDB), conseguiram a reeleição. Os tucanos conseguiram se manter em dois estados. O PSD manteve uma cadeira, assim como o PMDB.

Em Alagoas, Renan Filho (PMDB) teve 52,38% dos votos. Na Bahia, o petista Rui Costa conquistou 54,5% do eleitorado. No Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB) alcançou 53,44% da preferência dos eleitores.

No Maranhão, Flávio Dino (PC do B) ficou com 63,5% dos votos válidos. No Mato Grosso, Pedro Taques (PDT) foi escolhido por 57,25% dos eleitores. Em Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT) ganhou o governo com 52,98% dos votos. No Paraná, o atual governador, Beto Richa (PSDB), se manteve no cargo com 55,67%. Em Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) alcançou a expressiva marca de 68,08% dos votos.

No Piauí, o petista Wellington Dias conquistou 63% dos eleitores. Em Santa Catarina, o atual governador, Raimundo Colombo (PSD), ganhou mais quatro anos na administração do estado com 51,36% da preferência. Em Sergipe, os eleitores também mantiveram o atual chefe do Executivo, Jackson Barreto (PMDB), com 53,52% dos votos. E no Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), com 51,3% do total de votos válidos, ficou com o cargo.

No segundo turno, dez governadores tentam a reeleição, sendo três do PSDB, três do PSB, dois do PT, um do PMDB e um do PROS: Tião Viana (PT) no Acre; José Melo (PROS) no Amazonas; Camilo Capiberibe (PSD) no Amapá; Marconi Perillo (PSDB) em Goiás; Simão Jatene (PSDB) no Pará; Ricardo Coutinho (PSB) na Paraíba; Luiz Fernando Pezão (PMDB) no Rio de Janeiro; Tarso Genro (PT) no Rio Grande do Sul; Confúcio Moura (PMDB) em Rondônia; e Chico Rodrigues (PSB) em Roraima.

VOTO EM TRÂNSITO/ Mesmo fora do domicílio eleitoral, 84.349 eleitores fizeram questão de escolher o próximo governante por meio do voto em trânsito, no qual é possível votar apenas para presidente da República. Um desses eleitores foi o presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Antonio Dias Toffoli.

LEIA A MATÉRIA COMPLETA NA EDIÇÃO DE 6/10/2014 DO DIÁRIO DE S.PAULO

Anúncios


No Responses Yet to “13 estados decidem no 1º turno e quatro governadores se reelegem”

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: